quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Falas tu ou falo eu?

Chegar à idade adulta para mim foi uma conquista fabulosa, eu sempre quis fazer parte do mundo dos crescidos, ter a minha vida, as minhas responsabilidades, ter a minha casa e ser eu a tomar as decisões. Mas não só por isto. Sempre me incomodou a forma infantil como as crianças e jovens lidavam uns com os outros, amuavam e deixavam de falar uns com os outros. Chegar à maioridade podia possibilitar que, em desacordo, as pessoas pudessem conversar e chegar a consensos, nem que fosse para dizerem que nunca mais se falariam. No entanto, e apesar de praticamente todos aqueles que me rodeiam estarem em concordância com esta minha idealização da maturidade, ainda me deparo com uma ou outra pessoa, que me fazem reviver velhos tempos de pura incapacidade de se revelarem uma outra coisa que não aquilo. 

1 comentário:

tralhas de mulher disse...

eu sinto que ainda há demasiadas pessoas imaturas neste mundo!
beijo